AILTON ELISIÁRIO
Nulla dies sine linea
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
DOUTORA TETÉ
 
            Já tive a oportunidade de escrever sobre minha irmã Maria Vanildes, que as pessoas a chamam de Ivanilde e nós, seus irmãos, desde crianças de Teté. Única mulher de uma prole de seis filhos, sendo a primeira da progenitura, Teté desde menina que ajudando minha mãe nas tarefas de casa, cuidava de seus irmãos. Escrevi uma crônica para ela, justo no dia em que ela iniciava sua caminhada na fase octogenária de sua vida, para exaltar-lhe em sua dedicação familiar e propagar agradecido a alegria do nosso reconhecimento.
            Hoje, com a mesma alegria volto a escrever e agora com mais enlevo ainda, para propalar o exemplo de disposição e luta, virtudes que sempre a nortearam em sua constante resiliência nos enfrentamentos dos obstáculos da vida. É que ela sempre foi movida pela esperança e pela convicção da conquista pelo trabalho, coragem e determinação. O dia de hoje é de grande significação não somente para ela, mas para todos nós, seus familiares, porque a vitória que celebra não diz respeito apenas a si própria, visto que por sua força rompe as fronteiras dos laços de família e se estende além, como forte exemplo que edifica a sociedade.
            Aos 84 anos de idade minha irmã cola grau recebendo um título universitário. Um sonho da juventude que se realiza na maturidade, pela perseverança e pela crença na capacidade humana de vencer dificuldades, por mais impossíveis que possam parecer. A sua vida de dedicação ao lar, à família, aos filhos, seu trabalho diuturno ao lado do esposo para assegurar o pão de cada dia e a preocupação com as pessoas carentes, não foram capazes de desvanecê-la desse propósito, apenas retardaram esse momento, que agora compartilha com todos os seus.
            Seu desejo desde criança era a de se formar em Medicina, projeto suspenso em razão do casamento que lhe deu dois filhos, que se transformaram em prioridade de sua vida. Afora o trabalho de casa auxiliava o marido em suas atividades comerciais, vindo a se estabelecer também com negócio próprio. Porém, o sonho de um curso superior jamais deixou de ser acalentado. Embora não tendo sido a Medicina que agora entrou em sua vida, sua formatura em Educação para o Envelhecimento Humano lhe propicia enorme satisfação, não só porque representa o seu sonho transformado em realidade, mas também, porque agora dispõe de melhores meios e instrumentos que lhe possibilitam transformar a realidade da vida dos seus semelhantes.
            Isto sim, é o grande móvel de sua vida. Não simplesmente levar uma mensagem cristã aos necessitados, mas promover-lhes os cuidados para com a vida, orientando-lhes em suas necessidades com os meios adequados a criar soluções compatíveis com a realidade de cada um. Os conhecimentos científicos, técnicos e culturais adquiridos na Universidade Aberta à Maturidade, sob os auspícios da Universidade Estadual da Paraíba, lhe dão a habilitação legal e a legitimidade para esse trabalho social de grande importância.
            O exemplo que Teté dá de compreensão e responsabilidade social, quando tantos mesmo podendo se recusam a um trabalho voluntário, espontaneamente qualificando-se para o exercício consciente e desinteressado em prol da felicidade humana, ainda me faz acreditar que existe bondade no coração do ser humano. Por isto, mais uma vez fico eufórico em poder anunciar a conquista de minha irmã e celebrar com ela essa vitória. Agradecer a Deus por quanto Ele tem sido generoso conosco, derramando suas graças sobre todos nós e para sua glória concedendo-nos a satisfação de agora por diante chamá-la por Doutora Teté.
Ailton Elisiario
Enviado por Ailton Elisiario em 28/12/2019
Comentários